Crítica | Death Note vol. 8: Near vs Mello vs Kira vs todo mundo

O humano com posse do Death Note pode obter os Olhos de Shinigami e, com isso, ver os nomes e expectativas de vida das possíveis vítimas. Essa troca custa metade da expectativa de vida do humano

Death Note vol. 7

Depois da monotonia angustiante do arco Yotsuba, Death Note ganha contornos mais dinâmicos. Não dá para reclamar de ritmo lento, só que, eu ainda não me importo com os novos antagonistas. O vol. 8 vai desde o sequestro da Sayu Yagami até a falha na retomada do caderno.

Mello
O impulsivo comedor de chocolate

Mello demonstrou ser ainda mais sem escrúpulos que L, usando sequestros e assassinatos para chegar ao Kira. Belo possível sucessor de L, não é mesmo? É curioso ver a mudança no comportamento do Soichiro Yagami. A forma de pensar dele mudou pela situação envolver a Sayu e ele tomou uma decisão oposta ao que definiu anteriormente.

O novo L indicou novamente que Kira pega informações da polícia japonesa. Esse tipo de afirmação só torna pior a postura da Força Tarefa em nem ao menos suspeitar que Light Yagami é Kira. Depois de uma tremenda argumentação contra envolver o resto da polícia no caso, Light disse que “é o meu pai que decide”, no maior estilo manipulador.

Nesse ponto acontece uma das maiores burrices de Light em todo Death Note: ele aceita os desejos do pai e decide pagar o resgate pela Sayu. Apesar de terem algum planejamento quanto ao monitoramento dos sequestrados, o Light, enquanto Kira, não fez nenhum plano para evitar que o caderno caísse nas mãos do Mello. Chega a ser ridículo o jeito que o Mello fez algo simples, para evitar um seguidor no avião e o rastreio por satélite, e conseguiu pegar o Death Note debaixo do nariz do novo L.

É possível cogitar a hipótese de o Light ter perdido a prática com o tempo, mas, mesmo assim, é tão obviamente burro que me irrita. Vale ressaltar que Light é um inventor, já que criou (ou deu a entender que criou) um sistema de compartilhamento de chamadas telefônicas.

De forma semelhante a que L usou, Near fez o Light estar no comando de uma operação (no caso, o resgate da Sayu) para pressioná-lo, levá-lo ao erro. No meio do caminho, Light percebeu que Mello estava no controle da situação e só coube a ele assistir a perda do caderno e pedir a ajuda do Near. A que ponto o rapaz gênio chegou.

Entre os detetives, o que tem o cabelo mais preguiçosamente desenhado é o Near. Nele, os fios ficam sem serem traçados várias vezes.

Eis que surge Shidou. O shinigami dono do primeiro Death Note resolveu pegá-lo de volta. De maneira extremamente conveniente, ele ajudou o Mello a matar os agentes da incursão ao final do volume. Ele tinha seus interesses por trás, mas foi um jeito muito fácil de Mello descobrir que a regra dos treze dias era falsa (fora que foi mostrado em flashback).

A tônica desta segunda metade de Death Note é essa: Tsugumi Ohba com preguiça ou menos criatividade do que tinha na primeira metade.

Um quadro bem interessante no final é quando Light está sendo abraçado pela Misa ao mesmo tempo em que pensa em matá-la. Com o pouco peso ideológico que Near e Mello têm, somado ao comportamento mais assassino a esmo de Light, o protagonista parece muito um vilão qualquer, diferente do personagem controverso que existia antes.

O vol. 8 de Death Note carrega uma aura de filme policial que até empolga, mas que é entrecortada por momentos ridículos do Light falando de si mesmo e da situação como se fosse um espectador, referenciando L, ou dizendo que é uma batalha que vencerá, essas frases de efeito que a Shonen Jump colocaria na abertura do capítulo.

Na primeira metade da história, Light tinha esses momentos de frases de efeito, porém, eu me importava com o L muito mais do que eu me importo com Near e Mello.

A causa da morte deve ser fisicamente possível em todos os sentidos. Se envolver doenças, deve haver tempo hábil para a doença se manifestar. Se envolver locais, deve ser possível que a vitima esteja nele. Qualquer inconsistência na causa da morte causará o ataque cardíaco

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s