Top 10 | Momentos de Burrice de Light Yagami

Que Light Yagami é um gênio ninguém discorda, mas mesmo os personagens mais inteligentes têm seus momentos de decisões questionáveis. Ao longo das resenhas do mangá de Death Note, percebi a profundidade de alguns erros cometidos pelo protagonista e acredito que eles sejam legais como curiosidades e cruciais para os velhos debates de inteligência envolvendo L e Kira.

Décimo lugar — Lind L. Taylor

Matar Lind L. Taylor foi uma atitude desnecessária, pensando no objetivo de “limpar o mundo”. Apesar de ter sido uma grande primeira dica para L e um momento de humilhação pública, Light não o fez totalmente sem querer. Ele queria ser reconhecido e por isso o matou, só que havia o porém de a transmissão ser local, não mundial, por este motivo a coloquei nesta posição. Deve ser o segundo momento mais óbvio desta lista.

Nono lugar — “Talvez eu seja o Kira”

Antes de abdicar da posse do Death Note, Light Yagami montou todo um esquema de troca de posse para ter certeza de que recuperaria suas memórias ao final do plano. Apesar de ser provavelmente a maior demonstração de inteligência dele na obra, o ato de se entregar e pedir para ser confinado foi no mínimo mal planejado. Qualquer um com meio cérebro, o que não inclui os integrantes da Força Tarefa, duvidaria da legitimidade de um álibi comprovado a partir de uma ideia sugerida pelo principal suspeito do caso.

Oitavo lugar — Encurralar Rem

Esta posição é uma burrice diretamente derivada da burrice anterior. Light Yagami incluiu em sua estratégia permitir que fosse posta em pauta a possibilidade de testar a regra dos 13 dias. Isso colocou Misa em perigo e forçou Rem a matar L e Watari para salvá-la. O problema é que, depois disso, a conclusão óbvia para qualquer um com meio cérebro seria ir em frente e testar a regra, como L pretendia fazer. Era só testar com algum nível de segurança que Light inevitavelmente seria considerado culpado.

Sétimo lugar — L, o ladrão sorrateiro

Ligar para a Misa logo após ela ter visto o L foi um momento de afobação do Light que rendeu mais uma ligeira evidência de sua culpa, muito em função da esperteza de L em roubar o celular dela. Matar L imediatamente seria um erro, por deixar mais evidente que ele é o Kira, mas não há como saber se Light de fato ordenaria ou executaria a sua morte. O caso do celular ocupa esta posição devido a inexistência de benefícios para Light. Daqui para frente, as burrices serão apenas isso, burrices e erros, não vias de mão dupla.

Sexto lugar — A ajuda de Ryuk

Novamente a regra dos 13 dias surge envolvida com uma burrice. Na segunda metade de Death Note, após Near descobrir sobre a regra falsa, ele confronta Light. Se valendo da “descredibilidade” do Mello, Light perguntou ao Ryuk se havia alguma regra falsa no Death Note. Primeiro que aquilo reafirmou a suspeita de Near imediatamente, segundo que se a regra fosse provada verdadeira, ficaria lógico que o Light e o Ryuk combinaram dele mentir. Somando isso ao nono lugar, não há outra conclusão possível além de o Light ser Kira.

Quinto lugar — X-Kira

Escolher o Mikami para ser Kira com base em participações em programas de TV foi a decisão mais bizarra que o Light Yagami tomou. Eu inclusive gostaria de perguntar ao Tsugumi Ohba se ele escreveu isso num momento de preguiça, porque parece inexplicável. Mais bobo que a escolha do Light, só o Near deduzindo que o X-Kira é o Mikami uma página depois de começar a ver TV. Como Light poderia garantir a capacidade do escolhido para ser o Kira? Como eles poderiam se comunicar? Ele nem pensou nisso. Esta posição me faz cogitar seriamente escrever um Top 10 | Decisões Questionáveis de Tsugumi Ohba.

Quarto lugar — Polícia VS L

Antes de o leitor conhecer o rosto do L, Light entregou a ele uma pista de que Kira estava dentro da polícia japonesa. A intenção era simples: semear a discórdia e esperar que a própria polícia descobrisse a verdadeira identidade do L. Light subestimou o preparo de L e seu plano deu errado. No fim, ele se enrolou com o Raye Penber e se enrolou mais ainda com a Naomi Misora.

Terceiro lugar — Sequestro da Sayu Yagami

Para resgatar a Sayu Yagami, Light Yagami entregou o Death Note para o Mello sem nenhum plano, fazendo exatamente o que Mello queria. Isso é de uma irresponsabilidade inestimável, já que ter o caderno é ter o poder de testar as regras e, eventualmente, descobrir que uma delas é falsa. Como podem ver, há toda uma rede de burrices que deságuam em fortes evidências contra Light. Nesta, Light perdeu sem sequer esboçar um plano, o que é ainda pior que planejar e falhar.

Segundo lugar — “É isso aí, Near, parece que eu venci

A burrice mais óbvia desta lista: declarar vitória. Light Yagami, inclusive, disse que só iria declarar vitória no último segundo, porque se ele se adiantasse poderia morrer. O problema é que o Mikami escreveu os nomes sequencialmente, não com hora marcada, então necessariamente iria demorar alguns segundos entre a morte do primeiro nome e a do último. Ou seja, mesmo declarando vitória no último segundo, ou até não declarando vitória, provavelmente alguém da SPK iria atirar no Light. E para alguém que está acostumado com as regras do Death Note, não é apenas estranho ignorar os segundos entre uma morte e a outra, é também uma incoerência, e, portanto, apesar de todas as burrices do Light na segunda metade da trama, esta é um furo de roteiro. Isso tudo sem contar que a confissão foi a primeira prova real que conseguiram para condenar o Light.

O erro do roteiro é fazer o Light construir só metade do raciocínio (se declarar vitória antes de começarem a morrer ele leva um tiro) e não chegar à implicação lógica seguinte (a relatividade do tempo até as mortes dá ao último agente tempo o suficiente para atirar, já que eram muitos nomes).

Primeiro lugar — Obsessão pelo caderno

A maior burrice do Light foi, sem dúvida, no final de Death Note (sendo inclusive minha maior crítica ao final). No último plano, ele definiu que Mikami deveria escrever no caderno. Contudo, se o próprio Light carrega um pedaço imperceptível do Death Note o tempo todo, por que não pedir ao Mikami que guardasse uma página do caderno e a usasse no dia adequado? Seria impossível Near descobrir que a página avulsa pertencia ao Death Note. O Mikami podia até disfarçar ela como um documento parte de seu trabalho (preenchendo metade da página).

Indo para algo mais arriscado, Light poderia até usar um assassino de aluguel ou coisa do tipo. Com a mente dele, certamente encontraria uma boa saída. Até simplesmente o Mikami ver os nomes para escrever depois. Imagine a cara de trouxa do Near depois de ver que seu plano falhou e ele pode ser morto a qualquer momento. O ponto é que Light tinha meios, experiência e inteligência para elaborar formas menos óbvias e espalhafatosas de matar, mas escolheu, convenientemente para Tsugumi Ohba, o método que Near podia burlar.

Recomendo a leitura do Quem é Mais Inteligente? para complementar o tema.


Deixe suas dúvidas, críticas ou sugestões nos comentários.

5 comentários

  1. O L ser morto pelo Rem foi muita apelação, Se não fosse esse roteiro favorecendo o Kira com certeza o L teria feito o teste dos 13 dias sem o Light ficar sabendo, e o Final foi bem bizarro com o Mikami indo lá ver eles pela porta, Como ele tinha os olhos de shinigami, sabia o local e o horário era só ter ficado de tocaia vistos os nomes e anotado no caderno, sobraria só o N que estava de mascara e que não poderia fazer nada, como o caderno era falso só não ia acontecer nada e isso teria sido descoberto, mas não ele teve que ir lá na porta pra justamente ser capturado e verificarem que no caderno apenas o nome do Light não tinha sido escrito.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Ai q blog maneiro!
    Light é meu personagem fictício favorito. Mas cc com td q vc falou aí. Só q em relação ao fato do Light se declarar vencedor antes do tempo, mesmo q pareça burrice, eu sempre achei mara essa mania dele. É típico de alguém com a personalidade narcisista e com o ego lá no céu como a dele.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s