Crítica | Follow Me (2020): não dá pra viver de plot twist

Ficha técnica no IMDb

Cole Turner é um famosinho de internet. Juntamente com seus amigos mais próximos, e milhões de seguidores online, eles viajam para Moscou para capturar novos conteúdos para seu vlog bem-sucedido. Excitando e engajando sua audiência crescente, o grupo entra em um mundo frio de mistério e excesso a cada passo, obscurecendo as linhas entre jogo e perigo até que todos eles tenham que lutar para sobreviver.

Follow Me é um filme medíocre. Não possui deficiências técnicas nem qualquer acerto especial, o que o torna uma experiência praticamente irrelevante. O porém é que o final balança um pouco esta perspectiva. Qual é o resultado da fusão de um filme nota 5 com um final nota 10?

Normalmente eu diria que a obra se tornaria nota 7, mas tenho dificuldade em admitir isso no caso de Follow Me, pois este é um filme bem qualquer coisa.

Ele pega o conceito do escape room e introduz uma celebridade da internet na jogada. Para quem já assistiu ao metalinguístico Circus Kane e ao medíocre Funhouse, isto não é nenhuma novidade.

Diferente dos dois citados, Follow Me não conecta seu enredo ao fato de o protagonista ser um “famosinho”. O fato existe de forma basicamente insignificante, já que o final poderia se aplicar a qualquer pessoa, não apenas a um famosinho.

A primeira parte preparatória é boa e instigante, com aquele cheiro de “tem alguma coisa errada”. Mesmo que seja previsível em se tratando de filme de terror, são momentos bacanas. O problema começa quando chega a hora do escape room.

Os enigmas não empolgam e eu não consigo me interessar a fundo por nada do que os personagens estão fazendo. Em vez de sentir que estou numa experiência em primeira pessoa, como faz o excelente 1408, Follow Me dá a impressão de que estou lendo um roteiro.

Com todas estas características de um filme desprezível, fica claro que Follow Me é um filme fraco que tenta se salvar com um plot twist. No fim, falhou miseravelmente.

A virada é sim surpreendente e muito boa. Fiquei impactado e gostei muito do que vi, mas não é como uma revelação pinçada aqui e ali antes de surgir em toda sua efervescência e lógica. Pelo contrário, é só uma saída forte, a fim de deixar a qualidade do filme no topo ao final.

Follow Me é um filme meia boca que, apesar do final interessante, não é digno de ser visto por ninguém. Quer ver famosinho encrencado? Assista Funhouse.


Deixe suas dúvidas, críticas ou sugestões nos comentários. Siga o Blog do Kira por e-mail e não perca os próximos posts. Acesse o Podcast do Kira, um canal com versões em áudio de alguns textos daqui e conteúdos inéditos.

Um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s