Crítica | Anaconda 3 (2008): amadoramente genérico

Ficha técnica no IMDb

Em um laboratório de pesquisas secretas no interior da Europa, duas cobras gigantescas são submetidas a testes por um brilhante cientista. Mas o gerente de finanças (John Rhys-Davies) abusa da experiência, e as cobras escapam. Elas estão famintas e vão direto para onde está a civilização.

A cena inicial de Anaconda 3 é um confronto com a anaconda. Ela é visivelmente amadora e ridícula, soando até desnecessária, dada a sua ruindade. Esse péssimo cartão de visitas não é bem uma propaganda enganosa da terceira parte da franquia Anaconda.

O começo do filme trabalha um bom ambiente. Um empresário tem um departamento de pesquisa que usa as anacondas para fins medicinais, o que as leva a se desenvolverem além do comum. Até aí estava tudo bem, um desenrolar interessante focado na pesquisadora lúcida, no braço direito obediente e no empresário preocupado.

O estopim para a desandada de Anaconda 3 foi a ação sem nexo do empresário. Mesmo sob protestos do braço direito, ele iluminou o que não devia e atiçou a anaconda. Além da burrice que liberou a cobra, ele ainda agiu como um idiota histérico.

Depois disso, o filme virou outra coisa. Uma equipe de caçadores foi chamada para pegar a anaconda fujona e, junto deles, partiram o braço direito e a pesquisadora. O tempo gasto na construção da boa ambientação foi jogado fora e substituído por uma trama genérica.

É genérica porque não tem nenhum valor temático e seus personagens são irrelevantes individualmente. Gostei do líder dos caçadores, mas ele é tão qualquer coisa quanto qualquer um dos demais. O braço direito perdeu relevância e basicamente sobraram dois personagens um pouco mais profundos: a pesquisadora e o Hammett.

A narrativa de Anaconda 3 é bem chata e suas cenas variam entre o sem sal e o estranho. A caça à anaconda é sem graça e há um momento particularmente bizarro em que um grupo de carro a encontra, é mais ou menos atacado e foge desesperadamente, como se o objetivo deles não fosse encontrá-la e exterminá-la. Por falar em sem graça, há alguns ruins trechos de piada.

Os efeitos visuais da anaconda são tenebrosos e seu jeito de agir às vezes fica conveniente. Ela está perseguindo a pesquisadora, que cai na lama e encosta-se a uma árvore. De algum modo isso foi o suficiente para a cobra não “enxergar” mais sua possível vítima.

Outro ponto técnico negativo é a inserção de flashbacks desnecessários.

Numa sequência aparentemente arquitetada pelo braço direito para colocar os caçadores contra a pesquisadora (o propósito disso? Nem me pergunte), criou-se todo um ar de grande revelação e ela disse que a anaconda foi geneticamente modificada e está prestes a ter filhotes.

É claro que o motivo dessa situação é o interesse em fazer outro filme, mas não faz sentido ela esconder esses detalhes e o braço direito criar o cenário para tal como se ele não fosse até mais responsável por aquilo do que ela.

A reviravolta de fato é o Hammett querer vender os filhotes, o que é mais ou menos justificado pela sua introdução como comerciante de material de origem animal. O problema é que ele teria que ser muito burro para desconsiderar os riscos de manter as anacondas vivas e achar que a pesquisadora se juntaria a ele.

Uma nova conveniência nesse momento é a pesquisadora aparentemente saber lutar muito bem. É uma medida tão galhofa que é como se Anaconda 3 assumisse ser uma produção amadora. E eis que, no final, surge outra pessoa por algum motivo contratada pelo empresário para resgatar uma cobra. E fica por isso mesmo.

O único ponto positivo do filme é que a ligação aparentemente teatral do Hammett era mesmo teatral. Fora isso, Anaconda 3 é um filme bem ruim, muito abaixo de seus antecessores.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s