Crítica | Contos de Halloween (2015): um enlouquecido monstro desfigurado

Ficha técnica no IMDb

Dez histórias de terror na noite de Halloween.

Contos de Halloween é uma antologia, uma coletânea de 10 histórias, cada uma com um diretor diferente. Ele tem uma abertura que funciona como um sumário, apresentando o nome das histórias e seus respectivos diretores. Esse início é chato, como créditos iniciais costumam ser.

Primeiro conto

A lenda é legal, mas o jeito de contar a deixou meio tediosa, como se demorasse mais do que deveria. A realização no mundo real foi extremamente previsível e ficou ainda pior porque a abertura do filme deixa claro qual será o desfecho. Sem a abertura, seria passável.

Segundo conto

Dois jovens retardados falando besteiras para uma criança. Faltou sensibilidade à montagem para não deixar este logo depois do anterior, que conjuga a mesma ideia. Quando o velho saiu com o mascarado eu pensei que o conto havia enfiado o pé na jaca e curti bastante a noite deles. Já estava satisfeito, quando veio o competente plot twist. É satisfatório, considerando que era uma vingança, e surpreendente, pois eu não acharia estranho aquelas atitudes serem realmente do garoto.

Terceiro conto

O que parecia ser só uma história absurda de psicopatas mirins se tornou uma grata surpresa com o plot twist. A situação acaba se tornando satisfatoriamente interessante e deixa o conto com um sabor positivo, apesar de as imagens no final serem desnecessárias para o terror e para a compreensão da trama.

Quarto conto

Sem plot twist aqui, apenas uma história de vingança. A partir do momento em que a mulher ameaça queimar um garoto por nada, já está estabelecido que eles fazem maldades, então não havia necessidade de inserir aquele flashback. Acabou ficando uma história muito simples, mas não ruim.

Quinto conto

História básica de fantasma seguindo o formato do primeiro conto de apresentar uma lenda e depois realizá-la. Tem o detestável recurso jumpscare e nada de positivo. Foi um desserviço para a antologia a inclusão desta história.

Sexto conto

Uma mulher que não consegue ter filhos e seu marido fazendo peripécias. Esta história é sem graça e tem como ponto positivo apenas a sequência do “comi a orelha por último”. Ela é cheia de inserções demoníacas ruins, é montada de um jeito quase amador e termina de forma pouco relevante, com uma revelação de zero importância para o espectador. É ruim, mas superior ao anterior. Vale destacar negativamente os closes nos seios da mulher.

Sétimo conto

Era para ser comédia? Ação? A história não empolga, não diverte, não assusta, não tem um belo significado ou uma estrutura narrativa interessante. Ela só está ali mostrando sua insignificância.

Oitavo conto

Um psicopata burro e deformado persegue uma mulher adulta fantasiada de garotinha (?). O humor galhofa é tão ridículo e tão destoante que acho que o diretor deste conto foi convidado para uma festa de piratas e chegou lá vestido de fada. Não faz o mínimo sentido essa história tosca estar numa antologia minimamente séria. Triste ver como Contos de Halloween começou bem e desandou completamente.

Nono conto

Não tão ruim quanto seus antecessores, ele traz certa galhofice justificável, pois conta a história de bandidos que, sem saber, sequestraram um duende. É meio assustador, meio engraçado e, por mais que não seja lá essas coisas, esmaga facilmente a sensação ruim de ver os contos anteriores.

Décimo conto

Abóbora assassina. Não sei se eu só desisti de reclamar ou se realmente é superior aos outros contos galhofas, mas eu até me diverti vendo este. O final sugerindo uma ameaça ainda maior deixa um gostinho bom na experiência insossa de assistir Contos de Halloween.

O todo

Contos de Halloween é uma antologia com três contos iniciais razoáveis e o restante ofensivamente ruim. Eu devia ser pago para assistir tanta história de baixa qualidade. O pior não é ser ruim, é que não há uma coerência de tom. Não é tudo com o mesmo tipo de humor e isso torna o filme um enlouquecido monstro desfigurado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s