Crítica | Antes de Dormir (2014): quase impecável

Ficha técnica no IMDb

Todas as manhãs, Christine (Kidman) acorda sem saber onde está. Suas memórias desaparecem todas as vezes que ela dorme. Seu marido, Ben, é um estranho. Todos os dias ele tem de recontar a vida deles e o misterioso acidente que fez com que Christine tivesse amnésia.

Existem alguns filmes acima da média que são bons a ponto de poderem escolher seguir por caminhos distintos. Entre eles, há os que ousam e obtêm êxito. Este é o caso de Antes de Dormir, um suspense que poderia ser só drama, mas que escolheu ser um tipo de terror.

A premissa do filme é instigante e seu desenrolar garante que a atmosfera misteriosa prospere. Busca Alucinante é um grande exemplo de obra misteriosa que consegue ser muito boa no começo, no meio e ruim no final. É até um pensamento meu: mistérios podem ser bons no durante, mas dificilmente serão bons no final.

O principal ponto positivo de Antes de Dormir é que ele não derrapa no final e só encontrei dois pontos negativos no filme inteiro. O resultado é que ele é quase impecável. Quase o suficiente para ser um filme muito bom e recomendável.

Outro problema recorrente em histórias misteriosas (e na ficção como um todo) é o espaço entre o clímax e o ponto final ser muito chato e desinteressante. Antes de Dormir combate isso criando um pequeno mistério intrigante que funciona como a peça final do quebra-cabeça, a qual é complementada por uma problemática reviravolta.

É problemática porque certo diálogo da protagonista devia resultar na descoberta da reviravolta, mas o outro personagem estranhamente se comportou como se a mentira fosse verdade, sendo que ele sabia que a história não era bem assim.

Ao longo do filme, nós e a Christine não sabemos em quem confiar. O médico, o marido e a amiga são pessoas quase estranhas para ela e para nós. Uma genialidade de Antes de Dormir é que ele coloca motivos para desconfiar do médico e do marido sem que esses motivos sejam injustificáveis.

Considerando que há anos o Ben cuida da Christine, faz sentido ele evitar que ela saiba aquilo que leva ao que ele não quer discutir. Mesmo que seja algo importante para ela, do ponto de vista dele, é uma chateação diária.

Ela ficar arisca com ele ao saber da separação faz sentido e também faz sentido ele se separar dela e levar o filho consigo. Eu comprei essa dor e passei a gostar do Bem, pois, apesar de tudo, ele voltou para cuidar dela. E seguiu cuidando, dia após dia, depois de todos a abandonarem.

A Christine lembrar que o nome do agressor era Mike me pareceu um plot twist eficiente, embora eu tenha estranhado a atuação do médico em favor da memória dela. Era possível ele ser o agressor e era possível também a Christine tê-lo incorporado ao trauma devido à lacuna na memória.

O problema é que o nome não foi apenas uma incorporação, foi uma coincidência. Este é o primeiro erro do filme. Este e o segundo, já mencionado, não são ruins a ponto de estragar a experiência. Assim, Antes de Dormir não perde a magia e continua funcionando enquanto entretenimento.

Achei as montagens toscas, mas é legal o jeito que o filme trabalha as fotografias e os registros em vídeo. Destaco positivamente também a progressão das lembranças da Christine. Soa orgânico principalmente no final, quando ela lembra uma frase que, em dado momento, pareceu ter grande valor afetivo.

Os fundamentos das revelações são consistentes. Mesmo considerando o filme como um drama (sem a virada do agressor), ele é muito eficiente naquilo que faz. Antes de Dormir é uma competente história triste que se torna organicamente violenta e termina esperançosa.

Observação: muitos devem perguntar como é possível a Christine não ter sido procurada por outras pessoas, mas acho que a condição física dela é o suficiente para afastar a todos. Sobre família, ela poderia simplesmente não ter parentes próximos. Não que seja uma desculpa perfeito, mas não vejo tais questões como furos de roteiro. Até porque a Claire tentou fazer contato e o Mike impediu.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s