Top 7 | Melhores filmes do Universo Cinematográfico Marvel

A bilionária franquia criada pela Marvel Studios possui mais de 20 filmes, mas, embora seu sucesso seja inquestionável, boa parte deles são apenas mais do mesmo. Fazendo uma peneira dos melhores filmes do Universo Cinematográfico Marvel, quais sobram?

Sétimo lugar — Capitão América: O Primeiro Vingador (2011)

Capitão América: O Primeiro Vingador é um filme de super-herói genérico que se destaca entre a parte descartável do Universo Cinematográfico Marvel. Ele tem boa ação, bons personagens, vilão ameaçador (fala sério, o cara é literalmente uma caveira vermelha) e o único herói clássico do UCM, Steve Rogers. O resto dos personagens dos filmes não tem jeitão de herói, como tinha o excelente Peter Parker do Tobey Maguire ou o Superman de Brandon Routh. Estes são os componentes de um filme feijão com arroz, mas um feijão com arroz bem feito.

Sexto lugar — Guardiões da Galáxia (2014)

Guardiões da Galáxia é um filme de comédia com toques de ação. Suas piadas com quebra de expectativa são geniais e criam o segundo melhor final de filme da Marvel. Uma de suas magias é ser um tremendo sucesso apesar de a equipe dos Guardiões não ser conhecida pelo público. O roteiro constrói muito bem a amizade entre os personagens, que funcionam perfeitamente como criminosos e companheiros (alô, Esquadrão Suicida). Não é apenas uma grata surpresa, é um filme bom de verdade e só não está em quarto lugar por não ser tão grandioso quanto os próximos.

Quinto lugar — Capitão América: Guerra Civil (2016)

Capitão América: Guerra Civil provavelmente consagrou a trilogia Capitão América como a melhor do cinema super-heroico desde Homem Aranha. O filme capricha em lutas entre heróis e a sua maior qualidade é a ação. A batalha no aeroporto tem seus problemas, mas o confronto final é diferente, tem peso dramático, consequências e a seriedade que a Marvel não costuma ter em seus filmes. Guerra Civil peca por não dar mais desenvolvimento e ideologia aos personagens, que lutam mais por conveniência do que por convicção.

Quarto lugar — Vingadores: Ultimato (2019)

Tendo 3h de puro fanservice, Vingadores: Ultimato é a junção de três filmes: pós-apocalíptico, padrão Marvel e guerra. A primeira parte é mais dramática e trabalha as consequências dos eventos do filme anterior, com um impagável encontro entre Steve Rogers e Tony Stark. A segunda parte é a mais fraca, com aquele jeitão de equipe em missão, um festival de piadas e de autorreferências. A parte final é uma batalha sem precedentes no mundo super-heroico. Se falta peso dramático ao Thanos, sobra qualidade na ação. Por essa ação e toda a sua grandiosidade, Vingadores: Ultimato é um filme de alto nível, embora não seja muito bom em uma análise interna. Ele funciona porque o Universo Cinematográfico Marvel é gigantesco e isto o tornou a maior bilheteria de todos os tempos.

Terceiro lugar — Guardiões da Galáxia 2 (2017)

Guardiões da Galáxia 2 é um tsunami de humor em um filme de fantasia misteriosa, com a única luta de grande proporções da Marvel antes de Vingadores: Guerra Infinita. Bato nesta tecla, pois as batalhas nos filmes da Marvel geralmente são contidas, nada próximo do que vimos na trilogia Matrix, por exemplo. Peter Quill vs Ego foi uma luta incrível e o filme todo é desenvolvimento do protagonista, o que provavelmente torna Peter Quill um dos melhores personagens do UCM.

Segundo lugar — Capitão América: O Soldado Invernal (2014)

Capitão América: O Soldado Invernal é um excelente filme policial. Ele é tão bom que chega a ser comparado ao legendário Batman: O Cavaleiro das Trevas. Sua intrincada trama de espionagem revelou que até a Shield estava sendo controlada pela Hydra, um fator determinante para que Steve Rogers não confie em autoridades. Bucky, embora não seja um vilão consciente, é um inimigo com muito peso dramático e testa até onde vai o heroísmo de Steve. Ação boa, roteiro muito bom e o resultado final: um singular filme sério dentro do Universo Cinematográfico Marvel.

Primeiro lugar — Vingadores: Guerra Infinita (2018)

Apoteótico e apocalíptico, Vingadores: Guerra Infinita traz o final mais inesperado de todos: a vitória do vilão. E que vilão. O filme é todo do Thanos, sua construção como um homem que deseja aliviar o sofrimento que recairá sobre todos os mundos, ao mesmo tempo em que é o comandante de um exército intergalático. O drama é muito bem trabalhado neste filme e isto se deve principalmente ao lado “Gamora” da trama. Eu senti a dor do Peter Quill e a do Thanos quando eles decidiram matá-la, e senti porque Quill e Gamora foram muito bem desenvolvidos. Um dos maiores acertos do UCM foi, inclusive, não reviver a Gamora. E é claro, a derrota dos heróis surpreende. Guerra Infinita é um filme mais sério, com ação em grupo de muita qualidade, um ótimo vilão, grande peso dramático e corajoso o suficiente para dar um soco no estômago do espectador nos últimos minutos do longa.

Deixe suas dúvidas, sugestões ou críticas nos comentários. Qual é a sua lista de melhores filmes da Marvel?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s