Crítica | Ringu 2 (1999): nada a ver

Ringu 2 é continuação direta de Ringu, mas funciona como um reboot, uma repetição de personagens e nomes, embora sem o brilho do original. Muito do estilo da trama mais ou menos se mantém, só que a alteração na essência da estrutura temática é um grande problema.